Alfredo dos Santos: Crise provocada pela covid-19 afetou desempenho dos alunos

O Decano da Faculdade de Economia da Universidade de Díli (UNDIL), Alfredo dos Santos, disse que o encerramento de todas as escolas no território entre os meses de março e maio, devido à pandemia provocada pela covid-19, teve um enorme impacto no rendimento escolar dos alunos. (Foto: STL/Joaninha Belo)

DILI, STLNEWS.co – O Decano da Faculdade de Economia da Universidade de Díli (UNDIL), Alfredo dos Santos, disse que o encerramento de todas as escolas no território entre os meses de março e maio, devido à pandemia provocada pela covid-19, teve um enorme impacto no rendimento escolar dos alunos.

Alfredo dos Santos referiu que, apesar dos constrangimentos provocados pela crise sanitária ao setor da educação, o certo é que a partir de junho deste ano, os estabelecimentos de ensino retomaram as suas aulas sem sobressaltos.

O decano manifestou, entretanto, esperança de que o país possa sair desta pandemia sem vítimas mortais, lembrando que o Governo impôs o estado de emergência e seguiu as recomendações da Organização Mundial de Saúde (OMS).

“Durante o período em que todas as escolas estiveram encerradas, os estudantes perderam grande parte dos seus estudos na medida em que muitos não puderam entrar em contacto com os professores, além de não terem tido acesso aos conteúdos programáticos”, disse o Decano da Economia da UNDIL, na passada quarta-feira (4/11/2020).

O decano afirmou, por outro lado, que os encarregados de educação se mostram pessimistas com a eventualidade de os seus filhos não obterem resultados positivos.

O professor recordou ainda que Timor-Leste sofreu uma recessão económica devido ao surgimento da covid-19, afetando negativamente todo o setor da economia local.

Alfredo dos Santos salientou, por último, que a quebra da economia do país se deveu a dois fatores – o impasse político e a crise sanitária provocada pela covid-19.

Reportagem: Joaninha Belo

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here