MI: irá usar o seu poder e competência para executar a Demissão de um Membro da PNTL

O Ministério vai usar do poder e competência para demitir os Membros da Polícia - PNTL envolvidos em casos Disciplinares, por terem facilitado as deslocações e passagem de entradas e saidas ilegais na fronteira. (Foto: STL/Claudios de Jesus)

DÍLI, STLNEWS.co – O Ministério vai usar do poder e competência para demitir os Membros da Polícia – PNTL envolvidos em casos Disciplinares, por terem facilitado as deslocações e passagem de entradas e saidas ilegais na fronteira.

Na entrevista do Vice-Ministro do Interior, António Armindo aos Jornalistas no quartel Geral da Polícia Nacional de Timor-Leste, em Caicoli, na passada terça-feira, 29/09/2020, declarou-se que, o caso de passagem ilegal em que involve os membros da PNTL, para exeutar a demissão, é necessário esperar pela carta- comunicação escrita com a e lista dos envolvidos.

A declaração foi eita numa entrevista, após a cerimónia da Inauguração das Casas de Guarda (Guaritas de Guarda).

Neste momento o Comando da PNTL está a conduzir o processo de investigação aos cinco mebros acusados, e quatro (4) membros, serão demitidos, no entanto aguarda-se pela lista oficial.

Ele relata que os (5) membros da PNTL foram acusados de caso disciplinar, por terem facilitado as passagens-entradas e aidas ilegais na fronteia. O processo de investigação continua e, aos que foram comprovados com as evidências, o Comando tomará a decisão de os demitir. “Todo o procedimento deverá ser exeutado com base no relatório e resultado de investigação, a seguir sujeita às análizes o resultado será entregue pelo Comando ao Ministério e o Ministério uzará da sua competência para executar a demissão dos seus membros,” explica o Vice Ministro do Interior .

Antes a isso, o Secretário do Cnselho Supeior da PNTL, Superintendente Xefe, Carlos Gerónimo, aos Jornalistas disse que, q investigação foca mais na questão de caso disciplinar, ausência ou faltas aos serviços . Outro caso que se refere ao barco em Atabae e outro caso diz respeito à Unidade da Polícia Fronteia (UPF), que apoiou ou facilitou certas entidades nas actividades de tráficoos ilegais na fronteira.

Anteriormente, sobre a demissão é o Gabinete da Inspecção Geral apos o do Conselho Superior da três (3) no ano de 2020. no salão do Comando Geral Sexta-Feira, 25/09/2020.

Antes da actual Secretário do Conselho Superior da PNTL, o Superintendente-Chefe Carlos Gerónimo, para os jornalistas, referiu que só arroz através de processos Disciplinares, a falta de serviços, e caso idatan sobre roo em Atabae permaneça ver novamente e seluktan é sobre A Unidade De Polícia Fronteira (UPF) casos, por uma é prestar apoio a quem alguns trafisias Ligações Ilegais na fronteira,

Acrescentou que, com a precisão do espeksaun Geral como conselho será ver novamente para os casos, de modo a aumentar a proposta ao Comandante-Geral.

Ele Salenta que a parte Do Conselho Superior só podem Documento, apesar de A Decisão da instauração disciplinares é ou Dimisaun é Soselincia Ministro que irá emitir.

Jornalistas: Claudios de Jesus
Editor: Equipe STL

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here